segunda-feira, 11 de janeiro de 2016


Paulo Barros e Vasco Costa


Paulo Barros e Vasco Costa
escultura em pedra com papagaio lá dentro que voa e cai de bico
Inauguração: 14 de Janeiro ás 22h, Término: 13 de Março
A Casa Bernardo tem o prazer de convidar para escultura em pedra, a exposição de Paulo Barros e Vasco Costa, no dia 14 de Janeiro às 22 horas.
Os meios que Paulo Barros mais privilegia como expressão artística, são os resultados de uma investigação plástica e estética, operados por processos e mecanismos do aleatório no domínio do desenho e da pintura.Vasco Costa, por sua vez, desenvolve um interesse sobre os referenciais do espaço, e o seu condicionamento, actuando através de uma dialética da materialidade e da objectualidade, memória e lugar.
Esta exposição com papagaio lá dentro, apresenta uma abordagem ao próprio espaço. Os autores, conciliam um diálogo entre processos de experimentação, construção e acção que voa sobre a casa como tema e matéria, onde a cor, a superfície e o objecto, coabitam e cai de bico. 

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015















"escultura de pedra com papagaio la dentro, que voa, e aterra de bico"
de  Paulo Barros e Vasco Costa 
14 de Janeiro a 19 Março 2016

terça-feira, 24 de novembro de 2015

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Colecção Museu Bernardo e Mais. Museu do Hospital e das Caldas

Colecção Museu Bernardo e Mais | Luis Nobre

José Pires


Colecção Museu Bernardo e Mais

Valério Ismaeli









Colecção Museu Bernardo e Mais

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Luis Alegre

Luis Alegre
"All this happened, more or less",
Acrílico e óleo s/ tela, 130x160 cm, 2015

Maria Condado

Maria Condado | Tronco, óleo s/tela, 200x150 cm, 2012

terça-feira, 29 de setembro de 2015

dresden wall (pormenor)

Isabel Ribeiro | dresden wall (pormenor)
Matadouro n.5 | Casa Bernardo

matadouro nº5



























Luis Alegre
Matadouro n.5 | Casa Bernardo





Pedro Amaral
Matadouro n.5 | Casa Bernardo

Ana Teresa
Matadouro n.5 | Casa Bernardo
João Fonte Santa
Matadouro n.5 | Casa Bernardo







segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Matadouro nº5



Matadouro nº5
"(...)all television screens went apocalyptically dark- third-act movies crises, smifamous girls in tiny outfits and spike heels schlepping somebody's latest showbiz project, sports higlights, infomercials for miracle appliances and herbal restorers of youth, sitcom reruns from more hopeful days, all forms of reality in which the basic unit is the pixel, all of it gone down without a sigh into the frozen midwatch hour."
Bleending Edge, Thomas Pynchon
Matadouro nº5 é uma exposição de Artes Plásticas que propõe metaforizar a obra homónima de Kurt Vonnegut que conta a história de um prisioneiro de guerra pacifista durante a II Guerra Mundial, que preso em Dresden um dia acorda do seu abrigo/prisão para descobrir a cidade obliterada por massivos bombardeamentos das forças aéreas aliadas.
comissariado
João Fonte Santa
artistas participantes
Ana Teresa
António Caramelo
Carlos Gaspar
Cecilia Corujo
Dirty Cop
Gustavo Sumpta
Isabel Ribeiro
João Fonte Santa
João Serra
Luis Alegre
Maria Condado
Margarida Dias Coelho
Pedro Amaral
Rodrigo Cotrim
Susana Borges
Valério Ismaeli