domingo, 20 de Março de 2011

Les nuits de la pleine lune

da qualche parte fra Foz do Arelho e San Martinho do Porto

19 março 2011

Muito obrigado com o Jorge Feijao que accompanhou-me numa promenade au clair de lune na costa portuguesa.

Sao noites engraçadas para ficar na natureza, quem junta-se?

 





segunda-feira, 14 de Março de 2011

João Belga - Molduras - Antena 2, RTP

João Belga - Molduras - Antena 2, RTP

Atelier 2| João Belga |Museu Bernardo|








João Belga inaugura dia 5 de Março a partir das 17h no Museu Bernardo/Caldas da
Rainha a exposição Atelier 2 com trabalhos inéditos (2010-11) de pintura, desenho e
fotografia.

“ Fazes uma esplêndida imitação de ti próprio. “

Esta é a frase escolhida por Bret Easton Ellis para iniciar o seu romance Lunar Park
(2005) e é também a frase escolhida por João Belga para apresentar os seus mais
recentes trabalhos na exposição Atelier 2.
De regresso ao espaço onde realizou à 14 anos a sua primeira exposição (Atelier,
1997), o autor propõe-se revisitar o seu tema central; a representação do atelier como
forma de se auto retratar.
Hoje, ao representar o seu actual local de trabalho, as suas intenções vão para lá das
necessidades narcisista e exibicionistas que o levaram a expor a sua vida pessoal
naquele primeiro momento, a sua atenção vai agora para a construção de uma
narrativa ou micro narrativas, que permitem estabelecer uma genealogia para o seu
trabalho enquanto pintor ao longo destes anos.

Ozzy Project, Caldas da Rainha 2011.

João Belga opens on March 5 from 17h at the Museum Bernardo / Caldas da
Queen exposure Atelier 2 with unpublished works (2010-11) painting, drawing and
photography.
"You do an spendid imitation of yourself. "
This is the phrase chosen by Bret Easton Ellis to start his novel Lunar Park
(2005) and is also the phrase chosen by João Belga to present his most
recent works in this exhibition Atelier 2.
Returning to space where he held 14 years ago for his first exhibition (Atelier,
1997), the author intends to revisit its central theme, representing the studio as
form of self portrait.
Today, in representing his current place of work, his intentions go beyond
narcissistic and exhibitionistic needs that led him to expose his personal life
that first moment, his attention will now turn to the construction of a
micro narrative or narratives, to establish a genealogy for his
work as a painter over the years.

Ozzy Project, Caldas da Rainha 2011.



Support defend and expose of contemporary art, including through holding exhibitions, courses and, artist residencies, international exchanges. Support for individual and collective creativity, creating spaces with functions socio-cultural and civic intervention.